Estudantes da Rede Pública conquistam medalhas de ouro na Olimpíada Brasileira GeoBrasil

0
29

As equipes Magnáticas, formada por estudantes do Centro de Ensino Médio Ary Valadão Filho, de Gurupi, Atlas do Instituto Federal do Tocantins, campus de Araguatins, e Priceless Brains, do Colégio Estadual de Itacajá, conquistaram a medalha de ouro, na fase estadual da VI Olimpíada Brasileira GeoBrasil 2021. Sendo que as equipes do Colégio Estadual de Itacajá e do IFTO foram selecionadas para participarem da fase nacional da olimpíada.

Para se chegar a esse resultado, as equipes participaram de provas e atividades referentes a três fases. Do Tocantins, 25 equipes se inscreveram para participarem da olimpíada e destas, três receberam medalhas de ouro, quatro ficaram com medalhas de prata e seis com medalhas de bronze.

A fase quatro compreende a realização de uma prova, proposição de um projeto e apresentação de evidências dos trabalhos realizados.

A professora Solange da Silva Brandão está sendo responsável para orientar os estudantes Elder Costa Moura, Emmanuel Rodrigues Paixão e Celso Manoel Paixão de Souza do Colégio Estadual de Itacajá.

Nessa quarta fase, as equipes deverão desenvolver um projeto inédito, com o objetivo de propor soluções de um problema socioeconômico ou socioambiental, relacionado com a natureza e a sociedade. O projeto deverá conter pelo menos três dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), proposto pela Organização das Nações Unidas (ONU) para a agenda 2030. A apresentação do projeto será por meio da produção de um vídeo.

A professora Solange falou da satisfação dessas conquistas dos estudantes. “Começamos incentivando os estudantes a participarem da olimpíada, com o tempo, mais alunos demonstraram interesse e aí, montamos as equipes. Esses alunos iam à escola no contraturno para estudar e realizar as tarefas. Eles conquistaram essa medalha de ouro, eles mereceram essa conquista. Agora, eles continuam indo à escola no contraturno para elaborar o projeto. É um momento gratificante”, explicou a professora Solange.

O estudante Elder contou que foi a primeira vez que participou de uma olimpíada e ficou muito feliz com o ouro. “Foi algo diferente em nossa vida. Ficamos felizes por representar a nossa escola, o nosso Estado e alcançar a medalha de ouro. Agora, estamos focados na realização das tarefas da próxima fase”, destacou Elder.

Celso Manoel também ficou empolgado com a olimpíada. “Gostei muito de fazer trabalhos com a equipe. Eu me sinto realizado em ter conseguido a medalha de ouro”, afirmou.

Emmanuel ressaltou a aprendizagem. “A olimpíada nos levou a aprender novos assuntos. E foi muito legal ganharmos a medalha de ouro, ficamos mais animados para a próxima fase”, comentou.

A Olimpíada Brasileira GeoBrasil compreende a VI Olimpíada Brasileira de Geografia (OBG), a IV Olimpíada Brasileira de Ciência da Terra (OBCT).

Medalhistas de prata

As instituições de ensino que participaram e ficaram com medalhas de prata foram: a Escola Estadual Girassol de Tempo Integral XV de Novembro, de Tocantinópolis; o Centro de Ensino Médio Ary Valadão Ribeiro Filho, de Gurupi (com duas equipes) e o Colégio Estadual Girassol de Tempo Integral Rachel de Queiroz, de Palmas.